Experiência Work and Travel USA 2016: “Foi uma vida dentro da minha vida”

Conhece a experiência do Paulo na sua aventura Work and Travel USA

Sinceramente, não sei por onde começar este desabafo. Tantas pessoas, tantas cidades, tantas vidas diferentes, tantos momentos. Sempre que recordo certos momentos vividos durante o meu programa Work & Travel pergunto-me a mim mesmo: Como é possível viver algo tão intenso e tão diferente em apenas 2 meses e meio?

Quando saí de Portugal no dia 9 de Julho de 2016 a minha mente era uma completa mistura de sentimentos e emoções. Curiosidade, alegria e excitação, mas ao mesmo tempo medo e alguma angústia:

20160710_135143Aeroporto Internacional de Lisboa (10.30am): “- Chegou o momento. E agora? É mesmo real? Mas porquê sozinho? Eu estou completamente doido…”

Aeroporto de Madrid – Barajas (3.00pm): ” – 3 horas aqui. Estou a pouco tempo de embarcar com destino a um país que sempre quis conhecer. É um sonho. Mas, estou totalmente por minha conta. E se algo corre mal? Bem, seja o que for. ”

John F. Kennedy Airport, New York (20.30pm): ” -Wow!”

Parte 1. Primeiro impacto com os EUA:

Definitivamente, quando cheguei a NYC, faltavam palavras e adjetivos para descrever o momento. Parecia que estava dentro de um filme! Agora era altura de me deslocar para Bloomsburg na Pensilvania onde iria trabalhar no Knoebels Amusement Resort, um dos maiores parques de diversões da Pensilvânia.

Parte 2. Começar a trabalhar no Knoebels:

172.JPGDesafio diário. Conhecer a realidade americana foi realmente enriquecedor. Sempre que estava a meio de uma tarefa, pensava para mim: “- Isto é algo que todos os jovens deviam fazer pelo menos uma vez na vida!”. Eu sentia que a minha personalidade mudava a cada instante. Esta experiência ajuda a relativizar todos os pequenos problemas que costumas ter no teu país. Quando vês que estás por tua conta, tudo é uma questão de “vida ou morte”. Se não resolveres os problemas, mais ninguém o fará por ti. Estás a quase 6000km do conforto da tua família e amigos! É aí que descobres as tuas verdadeiras capacidades que até então estavam camufladas.

Parte 3. Viver com pessoas de 13 países diferentes:

Quando comecei a lidar com as pessoas com quem partilhava casa, parecia que já nos conhecíamos há anos. Era tudo tão natural e genuíno. Turquia, Rússia, Jamaica, Espanha, República Checa, Eslováquia, Azerbeijão eram algumas das nacionalidades. Sempre que possível organizávamos pequenas viagens nas quais conheci Philadelphia, Atlantic City, Boston, New Jersey… De entre todas as aventuras passadas com eles, recordo com especial carinho um grupo de 7 amigos com os quais espero manter contacto e relações. Agora sei que tenho uma segunda família espalhada pelos 4 cantos do mundo e com quem passei as mais incríveis aventuras da minha vida.

209.JPG

Parte 4. O verdadeiro sonho americano – A viagem:

520De entre todas essas amizades uma sei que uma delas vai permanecer. Certo dia, numa conversa casual com esse amigo, ele pegunta-me: “Paulo, já sabes o que vais fazer no final do trabalho?”. Eu respondi que não. Então, num desabafo, ele vira-se e pergunta: ” Amigo, what about West Coast? We’ve got money in our pockets”. Esta pergunta fez-me pensar sobre o sentido da minha viagem e a resposta foi imediata: “Why not?”. Los Angeles, San Francisco, Santa Monica, Malibu, Las Vegas foram alguns dos sítios que visitei e que fizeram parte daquela que foi a melhor viagem da minha vida.

Balanço final: Foi uma vida dentro da minha vida. Valeu a pena cada segundo.

Anúncios